quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

1a. ULTRAMARATHON 24 HORAS CAMPINAS RUN


Cliquem nas fotos e vejam em tamanho normal


27 e 28.11.2010 - 1a. ULTRAMARATHON 24h CAMPINAS RUN. No paradisíaco cenário
da LAGOA DO TAQUARAL em CAMPINAS-SP, vivi 24h de pura superação. Num percurso
de 2725m todo em volta de uma linda lagoa, concluí minha prova de uma forma que só por Deus e
pela ajuda e incentivo dos colegas fui vitoriosa. Machuquei-me na 4a. volta, com 01h de prova e fiz
as 23h restantes na raça, literalmente. SUPERAÇÃO é o nome disso. Não voltaria pra SALVADOR
sem meu troféu de campeã da minha categoria ainda que lá no Parque do Taquaral ficasse parte
da minha perna... desculpe-me a força de expressão mas é isso aí mesmo.
Eu não fui lá pra brincadeira.


Uma tomada do local onde passei aquelas lindas 24h.

Cheguei a CAMPINAS-SP (cidade grandona e linda) na sexta-fr cedinho cheia de expectativas
pois tinha seis dias da MARATONA DE CURITIBA, estava vindo de um desafio grande e
temia um pouco pela minha condição física (muito desgaste). Descansei um pouco e no final da
tarde fui encontrar os colegas para o CONGRESSO TÉCNICO e JANTAR DE MASSAS.

Congresso Técnico na véspera da prova e alguns colegas antes da largada.

Às 6 da tarde lá estava sua Atleta Preferida  rs para o ponto alto de tudo isso: o reencontro
com os colegas e amigos. Aí já começa nossa festa. Rostos felizes e ansiosos sorriam e
choravam de felicidade. Ali retiramos nossos kits da prova, ali trocamos idéias, tiramos muitas
fotos e ouvimos atentamente as orientações passadas pelo nosso Diretor de Prova -
ULTRAMARATONISTA FERNANDO NOGUEIRA, que não mediu esforços para nos
proporcionar tudo do bom e do melhor. Nosso Jantar de Massas foi maravilhoso. Muitas
comidinhas deliciosas... A galera se esbaldou..... eu não consigo comer muito véspera de prova
longa.... ultranervosinha...rsrsrs Depois de colocarmos os papos quase em dia retornamos
ao Hotel. O dia seguinte nos aguardava e a missão não era pequena........

Antes da largada, um carinho especial...rsrs

27.11.2010 - O DIA SEGUINTE......
Gente do céu.....quem disse que consigo dormir em véspera de prova???? Acho que não vou
me acostumar nunca!!! Cada prova é uma prova, cada desafio é um desafio e eu parto pra
vencer todos eles. Sim, porque quando terminamos uma prova desse nível felizes e com
nossas medalhas e ou troféus nas mãos, somos mais que vencedores e campeões!!!
Levantei cedinho, me arrumei e fui tomar café. No restaurante do Hotel encontrei outros colegas
tão ansiosos quanto eu..... daqui a pouco estariamos dando início a mais uma etapa das nossas
vidas. Às 8:40h chegamos ao PARQUE DO TAQUARAL divdindo sempre os taxis...rsrs
Ali a emoção aumenta. Estava ao lado dos melhores ULTRAMARATONISTAS do País, e
do mundo. E eu ali, fazendo parte daquele grupo de heróis guerreiros das longas distâncias.
Ia participar do mesmo desafio e correr lado a lado com eles. Gente, vocês não têm noção.
Eu corri junto com o MÁRCIO VILLAR, ADÃO MIRANDA, JACQUELINE TERTO  
(com esses fiz minha primeira ULTRA de 24h), SEBASTIÃO DA GUIA, JAIME ROCHA,
WILLIAM WILTGEN, JOÃO GABARDO, IVAN MELLO, JORGE CERQUEIRA,
GRAÇA BITTENCOURT, LUCINA RATINHO e vou parar por aqui porque são muitos
nomes de peso e são todos meus amigos e irmãos queridos. Depois de muitas fotos, abraços
e desejos de boa sorte, reunimo-nos na área de concentração para a largada. Precisamente às
10h desse ensolarado domingo ouvimos o tiro de largada em meio a um foquetório que durou
mais de dez minutos. SIMPLESMENTE EMOCIONANTE!!!!! Na dúvida entre correr e
chorar, fiz as duas coisas. Eu só não. Acho que todos nós. A gente corria, chorava e sorria
para as câmaras e para os inúmeros fotógrafos que se espalhvam por todo o percurso daqueles
lindos 2725m de pista em volta da bela lagoa onde passariamos nossas próximas 24h.
.
No cumprimento do ofício, perna machucada, toda torta mas FELIZ!!! rsrs

A prova seguia seu curso normal, o percurso era difícil mas a beleza do cenário amenizava
qualquer dificuldade que porventura existisse. Por conta disso concluí minha missão pois com
01h e pouco mais de pista senti uma forte fisgada na canela direita que me impossibilitou de
correr e até mesmo de caminhar. Não sabia o que fazer pois se revelasse o tamanho do
problema certamente seria retirada da prova e isso seria a última coisa que desejava naquele dia.
Me segurei com Deus e segui do jeito que deu. Como parei de correr e comecei entre trotes
e caminhadas, o corpo esfriou e a dor aumentava cada vez mais até que entrei em desespero
e comecei a chorar muito mas sem parar nem sair da pista. Já estava com 08h de prova e
o desespero aumentava. Salva pelo grito do meu amigo WILLIAM de Gramado que ao ver 
meu estado "berrou" rs desesperado no meu ouvido:
- SANDRINHA, força mulher!!!!! Essa não é a primeira nem será sua última prova!!!!
Olha pra mim, estou caminhando, lesionado na panturrilha mas vamos em frente!!!
Tu és guerreira, calma que vai dar tudo certo..... E foi caminhando comigo...
Rapaz, o grito tá até agora no meu ouvido.... rsrsrs
Enquanto isso, JEANETE(também com fortes dores no pubis) falava na maior delicadeza:
- Vamos SANDRINHA, vc vai conseguir, vc é guerreira, vai descansar um pouquinho...rs

Esses meus dois amigos foram fundamentais para que eu cumprisse minha missão...Sem
contar com os cuidados de todos os outros colegas especialmente o MÁRCIO, o ADÃO, o
JORGE, a JACQUE, a LUCINA, a GRAÇA e outros... Obrigada a todos!

Assim segui meu caminho, sem sair da pista e só de uma coisa tinha certeza: só sairia dali se
fosse desmaiada. Enquanto restasse alguma força, lá estaria... Só não deu mais pra fazer
festinhas nas passagens pelo cronômetro...rsrsrs Estabeleci minha estratégia para concluir a
prova: a dor aumentava e eu visualizava o pódium, meu troféu e toda vez que passava por
ele ganhava força extra...rsrsrs O dia foi muito quente, o astro rei fez seu papel com esmero.
Temperatura chegou aos 42 graus mas só consegui registrar os 40. Isso dificultou mais nossa
missão. Muitos colegas desistiram (essa palavra não faz parte do meu vocabulário), passaram
mal por conta do forte calor. Sorte nossa foi o staff perfeito. Hidratação sem retoques,
alimentação, tudo que necessitávamos para o nosso bom desempenho. Durante a madrugada
a temperatura baixou, muito frio para uma ultrabaiana como eu. Termômetro registrando
18, 16 graus, tremia nas bases... Peguei meu casaco, me empacotei toda e segui meu caminho..
E assim fui até o amanhecer de um novo dia.. Mais um dia de grande realização.
.
Temperatura amena... rsrs Não registrei os 42 graus mas os 40 não me escaparam.....
Pauleira pura! Colega PAULINHO que o diga...rs

28.11.2010 - Amanhece..... Aguardo dar 8:30h, vou trocar minha camiseta, vestir a camisa da
minha amada J.C.CORB de Atletismo, dar minhas últimas voltas até chegar as 10h quando estaria
encerrada mais uma ULTRAMARATONA DE 24h. A 1a. edição de CAMPINAS e com
certeza a primeira de todas que participarei conforme o consentimento de Deus.
Finalizada a prova, resultado divulgado: Sua Atleta Preferida traz pra SALVADOR-BA mais
uma medalha e mais um troféu: CAMPEÃ DA CATEGORIA. Valeu a pena cada momento de
dor.... Dor, mas que dor????? Só me lembro mesmo da felicidade de mais uma MISSÃO
CUMPRIDA, pela graça de Deus, minha garra e superação e o apoio dos meus colegas.....

Obrigada a todos os meus amigos, familiares e colegas que estiveram comigo durante essas
24h enviando seus recadinhos e mensagens ao vivo. Guardo cada um no meu coração como
combustível para meus próximos desafios. VALEU A FORÇA GALERA!!!!!

Ao colega ULTRA FERNANDO NOGUEIRA, Diretor desse evento, PARABÉNS...
Tudo na mais perfeita ordem desde a escolha do local para a prova (difícil mas muito lindo) até
a preocupação com cada atleta. STAFF sem retoques, agradeço a cada um que cuidou de mim,
isso mesmo, me senti cuidada em cada passo. Obrigada meus anjos e anjas como costumo
denominá-los. rsrs Que Deus abençoe a cada um e prometo me cuidar para fazer mais bonito
ainda na próxima edição. Sei que fui guerreira e dei o meu melhor.
DESISTIR, NUNQUINHA!!!!
Isso não tem preço! Depois de correr 24h machucada, chorando muitas vezes mas sem
nunca pensar em desistir.

Viu só??????? Uauuuu!!! Essa sou eu. Gosto é  disso! Minha anja linda, nosso suporte e
apoio durante toda a competição.

Costumo dizer que a corrida como qualquer outro esporte é meio de vida e saúde mas temos que
nos cuidar. Ao chegar a SALVADOR depois de uma ULTRAMARATONA de 24h, como
sempre acontece todas as vezes que chego das minhas provas e Maratonas, fui direto do
Aeroporto para o trabalho com muitas dores na perna direita e quase sem conseguir caminhar.
Após onze dias de plantões ininterruptos não mais aguentei as dores e ontem (sábado 11.12) antes
de ir trabalhar fui ao ortopedista e foi diagnosticado: várias FRATURAS POR STRESS e
TIBIALGIA AGUDA. Não venham por favor culpar meu esporte nem o excesso de provas.
Nada disso teria acontecido se eu fizesse meu reforço muscular na Academia como antigamente
fazia. Há um ano que perdi minha mãe, abandonei treinos, Academia, tudo mesmo. Treinando
numa prova para correr a outra.O saldo disso tudo foi uma musculatura sem sustentação suficiente
e um corpo acrescido de 10kg o que dificulta muito o desempenho e facilita as lesões. A culpa foi
toda minha que não soube me cuidar. De quarentena estou até a total recuperação e espero
retornar correndo com segurança para que não mais passe por esses percalços...rs ai ai......rs

Ah, e o WILLIAM de Gramado-RS?????  A dor era na panturrilha mas o problema foi no
nervo ciático. Está se cuidando mas já voltou a correr. Uma figuraça!!!!!

SOU ULTRAMARATONISTA e MARATONISTA e na BAHIA não tem nem uma
coisa nem outra. UMA PENA!!! Tenho que viajar se quero praticar meu esporte.

A quem interessar possa: viajo para as minhas competições utilizando as
folgas que faço jus pelos finais de semana trabalhados. Não tenho apoio de ninguém nem pra
correr nem pra me recuperar nem pra pagar nada. Que fique muito claro isso aí.
E tem mais uma: EU NÃO VOU DEIXAR DE CORRER NUNCA!!!!
Só Deus pra me fazer parar.

Obrigada a todos os meus colegas e amigos que sempre estão por aqui me passando força
e incentivo. Isso sim, é importante pra mim e para o meu bom desempenho.

Grande abraço, beijo carinhoso, deixem seus comentários, ok?

ULTRA Sandrinha
Sua Atleta Preferida

7 comentários:

Dart Araújo disse...

Apesar da postagem em construção. Amei as fotos, cada uma mais linda que a outra. Fora sua energia que contagia!
Parabéns Sandrinha!!!

Jorge disse...

---------\\\\|/---------
--------(@@)-------
---ooO--(_)--Ooo-
Sofremos nesse lugar, mas no final valeu a pena não é mesmo minha amiga Sandrinha, foi um prazer correr com vc nas 24 horas...Parabéns por mais uma façanha que Deus te abençoe e te ilumine e que em 2011 vc volte com garra total.

Bom final de semana,

Jorge Cerqueira
www.jmaratona.com

Anônimo disse...

Sandrinha:Fico feliz pela sua vitória,agora se cuide e fique bem.Por que sumiu? Natal ,passaremos por aqui ? iremos reunir à família,querendo aparecer,ficaremos felizes.No Ano Novo ,os filhotes são liberados ,e eu estou sem planos ainda.Bjs. p/ vc. e carinho p/ filhotes/noras e o maridão.Riso.

Taty disse...

Sandrinha, as fotos estão lindas!

Que Deus continue te abençonando, dando força e saúde para correr mais e mais.

Parabéns!!!

Taty

Fabio Grisi disse...

Quando é que vão inventar uma maratona de uma semana? Essas de 24h já tão muito mole pra vc : )

elis disse...

oi, sandrinha!!!

parabéns, minha ultra linda predileta!!!!

adorei conhecer você lá em campinas!
como eu também tinha participado de uma ultra 24h na semana anterior, estive lá no taquaral só pra tietar os amigos!!!

você é uma grande guerreira, sandrinha!!!

parabéns por toda essa força, garra, determinação, coragem, e por esse sorriso lindo!!!

melhoras!
e que em breve você possa estar de volta aos treinos e às provas!!!

um natal maravilhosos pra você e sua família!
e que 2011 venha com muito mais desafios e conquistas!

bjs
http://elismc.blogspot.com

Paulinho Antunes disse...

Oi Sandrinha.
Um feliz natal e muita luz em seu caminho. Torço por sua melhora, encare as lesões como um sinal divino para nos aperfeiçoarmos e para relembrarmos que, apesar da força e determinação, temos alguns limites. E cure logo isso para entregar-se novamente a essa deliciosa vida de corredora.
Um beijão! Paulinho